Desafios dos Líderes – Curso de Gestão de Pessoas

Desafios dos Líderes – Curso de Gestão de Pessoas.

 

Quando se pensa num Curso de Gestão de Pessoas podemos ter 2 abordagens distintas :

  • Gestão de Pessoal – De Recursos de mão de obra, alocação, administração etc…
  • Gestão de Equipes – Mais complexo, envolve liderança, ética, relacionamentos, problemas comportamentais, desenvolvimento humano, etc..

Para quem pensa que a primeira opção é obsoleta para os dias de hoje, está bem enganado. É uma das especificidades da administração e exige técnicas particulares para não gerar o desequilíbrio na organização. Bem diferente da segunda abordagem, que tem um viés comportamental e exige mais as famosas soft-skills do que a primeira.

Muito bem, para a primeira vá aos livros, lá tem tudo o que precisa saber de conhecimento técnico consolidado à respeito do tema. Já para a segunda vá também aos livros, mas cuidado, há tantas abordagens diferentes em torno da Gestão de Pessoas que o risco de paralisia por excesso de opções é enorme.
O Curso de Gestão de Pessoas em nossa contemporaneidade, enveredou-se na floresta da criatividade, da inventividade humana e oferece ao mercado um assortment tão prolífico que torna a tomada de decisão em escolher um bom curso, uma aventura. O universo do Treinamento Empresarial não é diferente de nenhum outro campo da atividade humana. Se o mercado (a mão invisível do mercado) percebe a possibilidade de desenvolvimento em torno de um determinado tema, ação, produto ou seja o que for, certamente e rapidamente irá gestar um rico portfólio de opções para que os interessados sobre o tema possam escolher.
Produz coisas muito boas e outras não tão boas, é assim mesmo que funciona. Para o Curso de Gestão de Pessoas, não é diferente.

Curso de Gestão de Pessoas e a Liderança.

Focando-nos no material que é bom, vamos à um dos grandes desafios da gestão de equipes e que o Curso de Liderança contemporâneo (que está colado no Curso de Gestão de Pessoas ou seja um não vive mais sem o outro) procura resolver. Este desafio é :

  • Fazer a equipe pensar, mas não somente pensar, afinal pensar todo mundo pensa, mas pensar coletivamente. Este é o desafio de qualquer líder.

O princípio fundamental, o que dá a indicação de que o líder está conseguindo, ou não, levar à cabo esta tarefa é a incidência de conflitos no time. Vemos esta questão no Treinamento para Líderes quando tratamos da gestão de conflitos. Um líder que se ocupa frequentemente da gestão de conflitos do seu time, está fracassando em fazer com que o time consiga pensar coletivamente. Por pensar coletivamente conseguem um alinhamento que diminua ou elimine os seus conflitos.

 

Conflitos em equipes são naturais, afinal pessoas tem diferentes interesses em estar no time e, em algumas ocasiões estes interesses pessoais podem estimular ações que não encontram eco no time. Aí nasce o conflito.
Como resolver esta questão?
Não existem fórmulas cartilhadas e infalíveis, mas uma delas é a criação de interesses coletivos para a equipe e que estejam alinhados com os interesses da organização. Peter Drucker nunca foi um indivíduo de frases de impacto ou polêmicas, mas uma delas reflete bem o tamanho deste desafio quando afirma que ao observar as organizações à procura de líderes que ensinem seus times à pensarem coletivamente chegou à conclusão de que os dedos da mão são mais do que suficientes para esta contagem.

Pensar coletivamente é uma construção cultural à que não estamos acostumados, pois desde crianças somos induzidos o tempo todo à pensar individualmente, logo uma mente gestada neste ambiente, deverá ter dificuldades para exercitar o pensar coletivamente.
Daí porquê um dos métodos que as Empresas de Treinamento e Desenvolvimento de Liderança Empresarial costumam levar à cabo, é dar desafios coletivos, afim de estimularem seus treinandos à gestarem soluções oriundas da análise coletiva, do pensar coletivamente.
Algumas, menos avisadas, utilizam-se desta fórmula para identificar os líderes e inserem-nas como obrigatoriedade do Curso de Liderança, mas esquecem-se que a liderança é circunstancial e que para a solução de um determinado problema um líder pode ser fantástico, já para outros pode ser um inepto. Este não é o melhor método para identificar líderes, mas ajuda, estimula o pensar coletivamente.

Seja como for, este é um caminho conceitual que orientamos toda e qualquer pessoa em posição de liderança à estimular nos seus times. Se obtiver sucesso, perceberá que em seu time haverão pessoas com perfil de liderança para as diferentes situações e poderá ser um líder liderando outros líderes. O sonho de qualquer organização.

 


TrainerBr

Suporte Trainer Br : +55 11 5613-6515
Mobile : +55 11 96590-4955
E-mail : relacionamento@trainerbr.com.br