Os Gurus do Curso de Liderança

Os Gurus do Curso de Liderança

Liderança Express não funciona mais.

Um breve olhar em ambientes empresariais amadurecidos como América e Europa fará uma constatação bem particular. As Empresas de Treinamento e Desenvolvimento Corporativo que promovem o Treinamento para Líderes começam à tornar seus portfólios mais completos e o Curso de Liderança uma ação estratégica mais focada no longo prazo. A razão para esta constatação não é tão óbvia e exige conhecermos um pouco sobre como o Treinamento Empresarial se desenvolveu nos últimos anos.

Nos anos 70 e 80, quando ainda era uma novidade, a proliferação desta modalidade de educação corporativa, o Curso de Liderança e outras proposições similares, encontraram um terreno prolífico para se desenvolver, surgiram então uma quantidade de Empresas de Treinamento e Desenvolvimento enorme com a mesma proposição, a formação de lideranças ou o Treinamento para Líderes.
Por ser uma novidade a demanda por estes treinamentos foi, inicialmente, muito grande e sua proliferação extremamente veloz. Como consequência o Curso de Liderança de curto prazo e em seu formato slim fizeram um enorme sucesso. As organizações contrataram toda a sorte de Empresas de Treinamento e Desenvolvimento para levarem à cabo seus projetos e conhecer como formarem líderes.

Acontece que, como tudo o que é novidade, as próprias organizações foram percebendo que apesar de um bom pontapé inicial ainda não conseguiam formar lideres de fato. Apenas conheciam algumas nuances que a observação dos líderes e da manifestação da liderança proporcionavam aos que se dedicavam à esta ocupação, tanto no ambiente acadêmico como no ambiente empresarial.
Não poderia ser diferente, tudo o que é conhecimento novo , nascente, não nasce maduro e nem excelente. Foi-se então percebendo que a manifestação liderança trazia em si, algo muito maior de ser estudado e compreendido. Então o tema foi adquirindo uma série de complexidades e as Empresas de Treinamento e Desenvolvimento tiveram, também de percebê-las se não quisessem ficar com o Treinamento para Líderes obsoleto e desatualizado.

Inseriu-se então no cenário a economia comportamental que sugere que as pessoas decidem com base em hábitos, experiência pessoal e regras práticas simplificadas. Aceitam soluções apenas satisfatórias, buscam rapidez no processo decisório, tem dificuldade em equilibrar interesses de curto e longo prazo e são fortemente influenciadas por fatores emocionais e pelo comportamento do seu semelhante. Um estudo de escopo econômico que dá uma contribuição importante para quem estuda a liderança e suas nuances.

 

Então as Empresas de Treinamento e Desenvolvimento mais maduras e honestas, perceberam que o que de fato delineavam em seus portfólios eram apenas os efeitos de um mecanismo um pouco mais complexo das escolhas humanas e introduziram em seu assortment de estudos algumas das mesmas questões que a economia comportamental propôs para seguirem com o Desenvolvimento de Lideranças.
A economia comportamental procurava identificar o porquê as pessoas fazem determinadas escolhas por esta ou por aquela organização, por este ou aquele produto, por este ou aquele investimento etc.. Chegou-se ao questionamento que, até hoje ainda é material de observação quando se estuda a liderança ou seja, porque as pessoas escolhem por estes ou aqueles indivíduos para serem líderes?

Uma vêz chegando à esta resposta e entendendo seus fundamentos, seria mais efetivo um Curso de Liderança que fosse amparado por estes pilares. Então as Empresas de Treinamento e Desenvolvimento elaboraram muito esta análise e chegaram à algumas respostas importantes, mas que tornaram o Curso de liderança um pouco mais complexo pois inseriu-se no cardápio a ética, escolhas, mecanismos culturais, comportamentos, tempo de experimentação, reorientações, relacionamentos etc… Como consequência o Curso de liderança ganhou em complexidade e em seu formato slim ou de curta duração não conseguiam trabalhar estes temas nas organizações.

A dedução e a consequência lógica é que muitas Empresas de Treinamento e Desenvolvimento já engavetaram grande parte de seus formatos slim. Entendemos melhor a liderança para sabermos que ela não acontece como resultado de um Treinamento Empresarial de final de semana ou uma imersão de 5 dias em algum lugar lúdico. Tocamos em algumas de suas complexidades para saber que a formação de lideranças toma tempo, desenvolvimento e experimentações. Os gurus da liderança dos anos 80 simplesmente tornaram-se obsoletos, pois ofereciam fórmulas prontas, e não tem mais lugar no ambiente empresarial contemporâneo. O que tomou seu lugar é o estudo continuado da liderança e suas nuances. Não é a toa que Harvard Business School tem um Curso de Liderança que pode durar até 6 anos e a G&E investe há 27 anos na formação de suas lideranças e com investimentos elevados na contratação de Empresas de Treinamento e Desenvolvimento.

A liderança e como a entendemos continua se desenvolvendo e sua compreensão requer mais do que fórmulas prontas e disfuncionais do passado. Liderança não é fórmula, é construção diária e contínua.

 


Fonte da Matéria : TrainerBr

Suporte Trainer Br : +55 11 5613-6515
Mobile : +55 11 96590-4955
E-mail : relacionamento@trainerbr.com.br