Lider Bem Sucedido – Palestra de Liderança

Uma Reflexão Filosófica sobre o Sucesso – Palestra de Liderança.

 

Sucesso é um dos conceitos contemporâneos mais exacerbados em qualquer atividade à que venhamos nos dedicar seja no ambiente privado ou no corporativo.
A figura clássica do líder bem sucedido remonta à algo muito primário, mas tem de ser atrativa às pessoas que buscam o crescimento profissional, o sucesso pessoal e o engajamento com sua coletividade. Portanto nada melhor do que uma imagem que flerta com o prazer, com o status, com a felicidade etc..

São aspirações muito comuns, para não dizer, da maioria dos seres humanos.

 

Lideranças e a Realidade Organizacional.

É, mas na vida real a coisa é bem diferente e os mecanismos naturais se encarregam de demolir os conceitos primitivos que temos do líder bem sucedido.
Para que percebamos bem esta proposição, temos de ir ao Curso de Liderança em seus módulos avançados quando tratamos do tema : Maturidade da Liderança.
O prazer, o status e a felicidade são consequências naturais de uma liderança bem sucedida, porém se observar bem os cenários que vivemos não são os objetivos da liderança. No caso da liderança empresarial não é diferente.
Em cenários tão competitivos, tão mutáveis e complexos como o que vivemos hoje existe uma consequência natural à ser considerada pelas lideranças que é de cunho filosófico, mas que em nosso dia à dia passam diante de nossos olhos com tanta sutilileza que temos de parar um pouco para percebê-la : A Impermanência.

Vimos na Palestra de Liderança que a impermanência sempre existiu em nossa forma de viver, ou seja não é nenhuma novidade. O que é novidade agora é que esta impermanência ganhou a velocidade de nossos tempos e que nunca experimentamos anteriormente. Tudo está mudando tão rápido que é um desafio ao ser humano acompanhar a velocidade das mudanças que ele mesmo contruiu com sua tecnologia, com sua produtividade e com a sua informação.
Ao refletir sobre os conceitos comuns de prazer, felicidade e status etc…, verá que não passam de conceitos estáticos. Quem está numa situação de prazer não quer sair dela, tem uma perspectiva estática diante do prazer. Tanto que quando o prazer acaba o que normalmente vem após é o que chamamos de não prazer, frustração ou ansiedade por novos momentos de prazer. O prazer é impermanente.
Quem está numa posição de felicidade não quer sair dela, tem uma perspectiva estática diante da felicidade. Tanto que quando a felicidade acaba o que normalmente vem após é o que chamamos de não felicidade ou infelicidade. A felicidade é impermanente. O mesmo acontece com o status.
Indo além verá que a vida é impermanente.

Visão do Treinamento Empresarial Contemporâneo.

Voltando ao mundo palpável do ambiente empresarial, verá que este conceito clássico da liderança esta descolado do conceito maduro de liderança. Num ambiente de tantas impermanências sociais, econômicas, tecnológicas e de tendências de mercado cada vêz mais dinâmicas, associar à figura do líder bem sucedido ao conceito clássico é a infantilização da liderança.
As Empresas de Treinamento e Desenvolvimento contemporâneas já desconstruíram esta imagem e estão associando a liderança à algo mais próximo da realidade, que é a capacidade de fazer com que as organizações naveguem em ambientes dinâmicos, adaptando-se à estes ambientes e seguindo em frente se desenvolvendo e aprendendo constantemente. Representa que em alguns momentos estarão em crescimento, em outros estarão em readaptações e em outros poderão estar mesmo encolhendo estruturas e economizando recursos para uma reorientação de todo o negócio.

Esta é uma das abordagens de Drucker que muitos gestores e líderes evitam por imaturidade. Quando previu que a vida média das organizações bem sucedidas era de 200 anos, por análises estatísticas, Drucker ainda não tinha diante de si o cenário tão veloz que temos hoje. Caso assim fosse, certamente suas previsões seriam menos otimistas.
Mas o tempo aqui pouco importa, o que importa é a abordagem de Drucker sobre o ciclo de vida da organização. É aqui que está sua genialidade. Não é exatamente o que expusemos acima somente com uma outra roupagem?
Seguindo a linha de Drucker, as organizações em sua fase de extinção do negócio, acabariam por gerar outras novas organizações por sucessão natural. A maestria da gestão seria ao invés da organização, para gerar novas empresas, simplesmente ter de extinguir-se, ao invés disto, ela mesma passar por um processo de adaptação para que pudesse seguir adiante num formato novo. Como a lagarta que deixa de ser lagarta e se transforma em borboleta através de um processo de readaptação à vida.

É assim que o Treinamento para Líderes contemporâneo aborda a questão do líder bem sucedido e não mais aquele líder que tem como objetivo o atendimento de suas aspirações primitivas. Estamos à um passo de deixar o primitivo para tráz e partir para algo novo que ainda não tem um desenho bem definido e levará tempo para entrar em nossa cultura organizacional.
Para as organizações, crescer não será mais fundamento. O fundamento será adaptar-se, o crescimento será uma mera consequência da adaptação. Uma sofisticação à ser compreendida pela maioria das lideranças nas organizações de hoje.
Ao pensar na liderança bem sucedida, ponha de lado as aspirações primitivas e as substitua por adaptação. Aqui está uma das chaves do líder bem sucedido e o restante virá como uma consequência natural.

 


Fonte da Matéria : TrainerBr

Suporte Trainer Br : +55 11 5613-6515
Mobile : +55 11 96590-4955
E-mail : relacionamento@trainerbr.com.br