Há Mecanismos para a Liderança?

Porque se estuda tanto a Liderança?.

Liderança é um tema que foi largamente estudado no decorrer do ultimo século e no mundo contemporâneo continua sendo motivo para os mais variados estudos e investigações acerca do comportamento humano e suas potencialidades. Não foram poucos estudiosos e nem poucos autores que dedicaram-se ao tema e das mais variadas áreas das atividades humanas.

Já em 1974, Bernard Bass e Ralph Stodgill, com o livro pioneiro “The Bass Handbook of Leadership” identificavam 3.000 estudos sobre o tema.

A razão é histórica, Líderes estão na base de toda mudança que pudemos observar até hoje em qualquer campo da atividade humana. O olhar cuidadoso de tantos estudiosos de relevância ao longo dos anos, nos trouxe contribuições importantes para a compreensão do que é Liderança. Aprofundamo-nos tanto neste tema, que foi possível a intervenção e, consequente contribuição, de outras áreas do conhecimento humano como a filosofia, neurociência e sociologia entre outras.

Tornou-se possível fatiarmos o tema em várias vertentes de estudo como Liderança Situacional, Liderança Sistêmica, Liderança Emocional, Liderança Transformadora etc.. e ainda dentro destes grupos estabelecer estilos como Líder Autocrático, Líder Liberal, Líder Participativo, Líder Coach, Líder Servidor e assim por diante. Todas estas vertentes acabam por contribuir para a evolução do tema e seu aprendizado, porém qualquer que seja a vertente de estudos, todas acabam orbitando um mesmo paradigma, os mesmos padrões.

Mas há uma dúvida crucial e de difícil resposta que é a busca do entendimento de quais mecanismos naturais levam à manifestação dos Líderes de fato. Aqueles que são seguidos por pessoas como seus modelos, como referência e nos quais depositam sua confiança e outras aspirações, tudo de forma espontânea, voluntária.

Se não encontrarmos um mecanismo natural para esta manifestação humana, a liderança não passará de uma abordagem ideológica. Mas não é. Se assim fosse, não a veríamos se manifestar em tantas culturas diferentes e em tantas épocas diferentes.
Mas quais são estes mecanismos?

 

Autores modernos trazem sua contribuição sobre o tema apresentando novas visões, em sua maioria , tendo como pano de fundo o novo panorama de desafios que o gênero humano tem à sua frente: Sustentabilidade (em seu espectro mais amplo) em meio à mudanças de toda natureza cada vêz mais velozes (econômicas, sociais, tecnológicas etc).

Num ambiente aonde fala-se largamente sobre temas como governança, gestão, desenvolvimento, sustentabilidade etc…, a questão da Liderança ganha um novo espectro, uma nova identidade e um novo significado com a entrada da ética no estudo mais profundo da liderança e suas formas de manifestação. A visão agora é a do mecanismo por detrás das manifestações da Liderança, uma vêz que já conhecemos as características da sua manifestação.

Já é senso comum que não existe governança, gestão ou desenvolvimento sem líderes, porém como formar lideranças?

Em meio à tantas questões complexas, uma linguagem simples e objetiva que traduza o que conhecemos até hoje sobre as manifestações da Liderança e, agora seus mecanismos, é fundamental para o aprendizado dos membros das organizações em qualquer papel que estejam protagonizando, desde as mais simples atividades dentro da organização até as mais complexas.

Líderes não são um acaso, mas uma notável manifestação humana orientada por leis naturais, uma demanda da vida e há mecanismos a serem compreendidos.
Enquanto estes mecanismos não forem conhecidos e estudados continuadamente, a liderança continuará para poucos.

 


Fonte da Matéria : TrainerBr

Suporte Trainer Br : +55 11 5613-6515
Mobile : +55 11 96590-4955
E-mail : relacionamento@trainerbr.com.br