Lideranças Jovens

Curso de Liderança – Jovens Líderes.

Uma das frustrações de novos líderes e que alertamos em nosso Curso de Liderança em seus módulos avançados é quando percebem que, normalmente não estão liderando em diversas situações. Estão diante da circunstancialidade da liderança, observação que, também, contribuiu para o conceito de liderança situacional de Paul Hersey e Ken Blanchard.

Neste momento, as jovens lideranças que não tiveram um bom suporte de mentoring, podem sofrer um pouco com esta frustração. Quando jovens lideranças assumem estas posições, as expectativas pessoais podem ser enormes, o desejo de mostrar à que veio e o receio de mostrar inabilidades podem preparar armadilhas comportamentais para jovens líderes, e estas armadilhas, geralmente, resultam em desgastes e os desgastes em mais frustrações, até o colapso prematuro da liderança.

 

Entendemos que quem nunca assumiu uma posição de liderança, deve ser acompanhado por um processo de mentoring, uma vêz que o espectro de ação muda, expectativas mudam e pode gerar ansiedades que podem resultar em experiência negativas tanto para o jovem líder, quando para seu grupo.
Há como se evitar isto, no Curso de Gestão de Pessoas abordamos estas ações preventivas no team building. Vamos primeiramente entender alguns mecanismos intrínsecos e elencar algumas características importantes da liderança. Esperamos que jovens líderes leiam esta matéria e reflitam profundamente.

  • Ninguém consegue liderar o tempo todo. É lei da vida e acontece com todos os líderes, não somente com jovens líderes. Haverão situações que o líder terá de lidar e que, simplesmente não compõe nenhuma de suas expertises, acontece com todos os líderes. O que fazer nestas situações?
    Procurar quem as tenha para lhe dar o devido suporte. Não é nenhum demérito para nenhum líder procurar ajuda. Se parar e refletir profundamente, verá que num time o líder é quem mais precisa de ajuda, pois deverá lidar com espectros situacionais de toda sorte e quem pode apoiá-lo é o time. A função do líder não é, e nunca foi, ser especialista em tudo, mas sim saber o que pode decidir e o que, para decidir precisará de suporte. Se não suporte do time, que também pode não ter determinadas expertises, o suporte externo ao time. Denota e identifica a inteligência do líder.
  • Fazer o devido, e sistemático, mapeamento do time é uma das formas do líder saber quem poderá ajudá-lo nesta ou naquela situação ou tarefa. Times multidisciplinares devem ser o objetivo de líderes, ou seja aqueles em que cada indivíduo é um especialista identificado em cada disciplina que faz parte da atividade da organização. Não representa que o líder terceiriza suas atribuições e deixa para o especialista a tomada de decisão. O líder apoia-se no conhecimento do especialista para uma tomada de decisão mais embasada, menos imprecisa e com conhecimento de causa.
    O mapeamento do time é fundamento para quem pretende liderar. Denota e identifica a visão sistêmica do líder, relativamente ao seu grupo de liderados.
  • Aprender á lidar com fracassos, mas não antecipá-los. No Treinamento para Líderes verá que muitos líderes vieram de fracassos enormes.
    O Fracasso não acontece para líderes. Quem acredita em tal afirmação, nunca irá liderar. O fracasso acontece sim, para todos, mas os líderes não entram em estado de estagnação diante do fracasso. O fracasso é um mecanismo natural, inteligente e implacável para nos avisar que as escolhas ulteriores, as estratégias adotadas e as ações levadas à cabo precisam de revisão porquê não foram suficientemente eficazes. Fracasso, ao contrário que nossos modelos culturais crêem, é um mecanismo à serviço da evolução e do aprendizado.
    O que nos arrebata ao inferno não é o fracasso, mas o conceito que temos dele e as consequências ( emocionais ou materiais ) à que nos impomos quando fracassamos. Se frustrar com fracassos é imaturidade, é não saber viver e não saber liderar. Repense, profundamente seu conceito de sucesso e fracasso.
  • Aprendizado constante é mote corporativo para se explicar o que não se conhece e a coisa acaba no “O Líder deve aprender constantemente”, como se fosse uma coisa somente de líderes.
    O fato é que pessoas aprendem constantemente, liderando ou não. Pessoas que não aprendem é porquê já morreram. Não fazem parte dos vivos e não temos a mínima idéia aonde estejam. O nó da questão é quais caminhos escolherei para o meu aprendizado? Esta deve ser sua reflexão.
    Você pode aprender pelas exigências intrínsecas da vida como sofrimento, fracasso, necessidades ou qualquer outro mecanismo intrínseco. Ou pode aprender porque tem prazer em aprender, gosta do que faz, quer aprender, dividir conhecimento com liderados e aprender cada vêz mais sobre o que faz e como fazer melhor. Se não dedicar-se ao aprendizado estará entregando-se à obsolescência, por consequência natural, ninguém quer um líder num processo de obsolescência e sua liderança não irá se desenvolver.
    Se você não quer um líder obsoleto, porquê acha que outros deverão querê-lo? Outra questão que esbarra na maturidade do líder

Jovens líderes, o Desenvolvimento de Liderança se faz assim, não tenha pressa e procure tomar as quatro vacinas acima, irão livrá-lo da maioria de suas frustrações de início. Há muito mais, mas se tiver em mente estes quatro pontos fundamentais irá se desenvolver muito melhor e com menos desgastes ou stress. Conte com uma boas Empresas de Treinamento Empresarial, a preparação do time e, também, a sua preparação evitará a obsolescência.
Sucesso.

 


TrainerBr

Suporte Trainer Br : +55 11 5613-6515
Mobile : +55 11 96590-4955
E-mail : relacionamento@trainerbr.com.br