Conforto e Desconforto – Treinamento para Líderes

O conceito das zonas de conforto no Treinamento para Líderes.

 

Se procurar a definição do que é zona de conforto, facilmente achará algo do tipo “é uma série de ações, pensamentos e comportamentos que uma pessoa está acostumada a ter e que não a causam nenhum tipo de medo, ansiedade ou risco. É uma região, física ou emocional, onde nenhum indivíduo se sente ameaçado”. Pode não encontrar a definição exatamente como esta acima, mas em conceito achará a mesma coisa.
Num Treinamento para Líderes será orientado que tirar colaboradores de suas zonas de conforto é uma atitude que incentiva a produtividade e criatividade do profissional, uma vêz que pessoas em suas zonas de conforto tendem à acomodação e, como consequência, a queda da produtividade e a eliminação do uso de sua criatividade, por estar numa situação confortável.

Para sua surpresa, esta é uma afirmação absolutamente equivocada. É a infantilização da relação entre líderes e liderados. Uma mente infantilizada que procura liderar outras mentes infantilizadas, como consequência, a única coisa possível é um relacionamento infantilizado.
Muitas Empresas de Treinamento e Desenvolvimento não conseguem lidar com este tema de uma forma madura, apegam-se aos motes corporativos consagrados, pois são mais seguros e não geram reações emocionais, por compartilharem os mesmos modelos culturais. São construções culturais, querendo ou não, revelam-se em nossas atitudes e nossas escolhas, o tempo todo. Concorde ou não, é assim que funciona a maioria dos seres humanos.

 

Porquê é a infantilização do relacionamento?

Ao observar para o que se faz com uma criança a quem pretendemos corrigir um comportamento indesejado, a primeira e clássica medida é a punição, e o que é punição?
Punição é a eliminação de todos os confortos que o indivíduo possa ter, ou simplesmente colocá-lo numa situação de desconforto. Para fugir deste desconforto, o indivíduo passa a ter o comportamento desejado. Neste caso, a motivação do indivíduo é o medo do desconforto.
Uma relação infantilizada. Quem estuda os comportamentos humanos em sua profundidade e compara com o que é sugerido num Treinamento para Líderes contemporâneo, verá que muitos deles professam motes corporativos ultrapassados, que nos dias de hoje são considerados fórmulas obsoletas, tirar alguém da zona de conforto é uma delas.

Seguindo adiante, o que pretende-se com uma criança ao puní-la, ou, ao provocar-lhe o desconforto ? Pretende-se que seja responsável, que não repita o comportamento que resultou na punição. Pretende-se o que chamamos de responsabilização e é aí que o Curso de Liderança de nossos dias encontra uma enorme dificuldade de abordagem, quando procura a resposta para a pergunta : O que aumenta a responsabilização do colaborador no relacionamento com organização?
A resposta coloca os líderes na berlinda e é : O amadurecimento da relação líder x liderado, gestor x colaborador. Um desafio não somente para líderes, mas também para os gestores. Ao observar o Curso de Gestão de Pessoas que trata desta questão perceberá que se repete a mesma dificuldade de todo o Treinamento Empresarial contemporâneo.

E a vida corporativa se torna um eterno sufoco, com gestores promovendo o desconforto continuamente de um lado e, do outro lado, os colaboradores tentando se livrar do desconforto. O resultado é que não é possível pensarmos em coisas como excelência, responsabilização, comprometimento e sustentabilidade em ambientes aonde o desequilíbrio é uma constante. Aonde há comprometimento e responsabilidade, não é necessário eliminarmos as zonas de conforto de ninguém. Quando gestores não conseguem a construção do comprometimento e nem da responsabilização com seus pares, recorrem à punição ou a eliminação do conforto.
Está na hora do Treinamento para Líderes dar o próximo passo e gestar algo um pouco mais inteligente do que uma relação entre líderes e liderados, baseada no conforto-desconforto até o colapso. Aqui entra a Ética no cardápio das relações e no cardápio do Treinamento para Líderes como uma nova componente das relações entre líderes e liderados. A única coisa que pode levar este relacionamento à um estágio amadurecido é a Ética, não há outro caminho.
Sem ética não existe comprometimento, responsabilização e nem liderança. Há somente o desconforto.

 


TrainerBr

Suporte Trainer Br : +55 11 5613-6515
Mobile : +55 11 96590-4955
E-mail : relacionamento@trainerbr.com.br