Metodos do Curso de Liderança

Curso de Liderança – Quais melhores métodos?

Quando se ensina o que é a liderança pode-se, fundamentalmente, seguirmos 2 caminhos:

  • O primeiro é o mais longo e lento, que é o estudo dos fundamentos e mecanismos da liderança sob seus espectros biológicos ou práticos e seus espectros intelectivos, que levam em conta que a liderança é um fenômeno coletivo e, por ser coletivo, sempre esbarra na questão ética, comportamental etc..
  • O segundo é mais curto, pode não ceder tanto conhecimento ou significados. É o caminho da observação de lideranças consagradas e seus hábitos, procedimentos, comportamentos, posturas e pensamentos. Através desta observação, procurar replicá-los em nossas atividades. Afinal se estes comportamentos deram resultados, para o caso que se observa, deverá também dar resultados para outras situações.

 

Basicamente estas são as técnicas, conceituais, que o Curso de Liderança adota no esforço de formação de lideranças, se são funcionais ou não, se são factíveis ou não, é outro problema mas se observar bem os métodos chegará mais ou menos neste resultado analítico.
No universo do Treinamento para Líderes, há quem defenda este ou aquele método em detrimento do outro, como se a consagração de um significasse o naufrágio do outro. Julgamos que seja um erro esta postura polarizante em torno da análise dos metodos. Afinal cada indivíduo tem uma sensibilidade pessoal para o aprendizado e não significa que deverá aprender melhor ou captar melhor determinado conhecimento somente com um método. Principalmente no caso do Curso de Liderança, que trata de um tema tão sofisticado e de nuances delicadas.

Algumas Empresas de Treinamento e Desenvolvimento de Líderes resolvem adotar seus métodos particulares, em função de seu domínio, ou empatia com método e em função da percepção de seus clientes, que podem ser mais sensíveis para uma determinada abordagem. Percebeu que estamos tratando de uma abordagem absolutamente conceitual, decidimos por esta postagem para evidenciar a delicadeza necessária, na hora da escolha.
Outra questão que pesa sobre este posicionamento, é que a polarização nunca é boa. Em diversos casos, a polarização dificulta o conserto, o ajuste ético.
Imagine que existam no mundo somente dois métodos para o Treinamento Empresarial. Um deles bom (A) e outro não tão bom (B). Se polarizarmos o Treinamento para Empresas somente no método A, estaremos condenando o método B à extinção e, ao mesmo tempo, o método A à acomodação, ao não desenvolvimento. Como resultado o prejuízo para todos, para quem se extinguiu e para quem deixou de se desenvolver por falta de concorrência ou alternativas. A Polarização pode levar, com facilidade, à este estado de coisas.

Orientamos para que conheça todos os métodos possíveis e que escolha para a sua organização aquele que mais tem sintonia, interface com as pessoas que estarão sendo treinadas. Não significa que sua escolha tenha de pautar-se sobre o melhor método avaliado por especialistas, mas sim pelo resultado que poderá trazer para o seu negócio.
Não se esqueça que o melhor, pode ser inimigo do bom. É uma frase que esconde uma grande verdade. É como vinho, o melhor vinho é aquele que você gosta, que lhe trouxe o resultado desejado, e não o que recebeu o prêmio.

Trazemos este post como reflexão, não somos combatentes ou defensores deste ou daquele método de treinamento. No fundo, o que importa não é o método do treinamento, mas sim o resultado que proporciona ao cliente.

 


TrainerBr

Suporte Trainer Br : +55 11 5613-6515
Mobile : +55 11 96590-4955
E-mail : relacionamento@trainerbr.com.br