Ser Líder – Palestra de Liderança


Palestra de Liderança – Ser ou não ser Líder?

Pergunta enviada, também em 28/06/17, após a Palestra de Liderança :

Não vejo meu gestor como líder. Acho que é boa pessoa, competente, muito bom gestor e agradável companhia de trabalho, mas não me inspira, não é uma pessoa que eu consideraria um líder. O que vocês tem à dizer sobre isto?

Nada mais natural. Leve em consideração que ele pode não ser o seu líder, mas pode ser líder para outros colaboradores do seu departamento. Ou pode mesmo não ser líder de ninguém. Mas como disse é muito bom gestor.
Ser líder não é nenhuma qualidade, significa que não ser líder não é o inverso da qualidade, ou seja um defeito. Ser ou não ser líder não é qualidade nem defeito, é uma característica cedida ao indivíduo por quem o contempla em determinadas situações. Simples assim.
Também não significa que ele não é a pessoa mais indicada para ser o gestor do departamento. Se lembrar bem da Palestra de Liderança, em algum momento, dissemos que as organizações precisam de todas as características de pessoas. Precisam de bons líderes, bons gestores e bons colaboradores. Todos tem um papel, fundamentalmente importante para as organizações. Em primeira análise não é problema nenhum seu gestor não ser um líder, significa que você não o escolheu como líder, mas podem trabalhar juntos muito produtivamente e colaborativamente. Assim é o ser humano.

A situação que nos descreve é absolutamente normal e mais comum do que imagina.

 

Imagens Estigmatizadas do Líder.

O Treinamento Empresarial contemporâneo exacerbou um pouco a importância e a aura sobre o líder, acabou por gestar em muitas mentes que ser líder é ser alguém especial, com características específicas e notadamente diferenciado dos demais.

Mito, nada mais do que um mito corporativo.

Quem estuda a liderança em sua profundidade, perceberá que a circunstancialidade da liderança acaba com esta visão, quase pueril, da liderança. Nelson Mandela foi um dos líderes mais notáveis do sec XX para, especificamente, aquela situação que vivia. Já para outras situações poderia não ser o líder tão notável que foi, ou mesmo não ter sido líder. As circunstâncias somadas às suas características é o que fez com que fosse um líder tão notável.

Winston Churchill foi um dos mais espetaculares líderes, em um dos momentos mais difíceis de toda a história da Inglaterra e de toda a história humana, a segunda guerra mundial. Antes disto fracassou no erro crasso de Gallipoli e depois da segunda guerra fracassou na vida política. Já na circunstância do avanço nazista sobre a Europa, fez da resistência inglesa um dos exemplos mais notáveis de sua capacidade de liderança. Quem lidera, não lidera sempre e nem em todas as situações.

É comum a Palestra Empresarial exagerar sobre o tema, pois muitas vezes são formatadas para causar impactos no ouvintes e normalmente, exageram nas proposições. Algumas empresas que ocupam-se do Curso de Liderança, também cometem os mesmos erros ao exacerbarem ou vestirem uma roupagem no líder e transformá-lo quase que, num mito mesmo.
Esta proposição pode redundar no aumento da expectativa de que algum gestor, ou qualquer outra pessoa em posição de comando nas organizações, tenha a, quase, a obrigação de ser líder, o que é um enorme equívoco que muitas Empresas de Treinamento e Desenvolvimento acabam por disseminar, por não saber do que estão tratando com exatidão. Acabam por disseminar mais mitos corporativos do que conhecimento de fato.

O cuidado com a análise crítica do que é proposto em qualquer Treinamento para Empresas é uma medida salutar e saneadora, recomendamos que tenha este hábito

 


TrainerBr

Suporte Trainer Br : +55 11 5613-6515
Mobile : +55 11 96590-4955
E-mail : relacionamento@trainerbr.com.br